sábado, 19 de setembro de 2009

Os paninhos

Lembro da vovó contando sobre os seus absorventes internos a moda antiga!
Eram aquelas toalhinhas pequenas, que chamamos de toalhas para higiene intima e para ela aquilo era um pesadelo de filme trash.
As suas primeiras (e muitas) regras, foram esses paninhos que fizeram parte da sua vida. Quando ela tirava o paninho todo sujinho, acabava enterrando no quintal da sua casa.
Um dia os paninhos acabaram, logo a vovó pediu mais para minha bisavó. A mesma olhou com cara de desconfiada e perguntou "cadê os seus" e ela respondeu "enterrei".
Logo a bisavó fez cara feia e falou que não era para enterrar, depois de usar, era para ser lavado. Para minha avó aquilo era super anti higiênico e relutava em usar um paninho lavadinho.
Acredito, se ela tivesse condições, teria inventado o absorvente descartável primeiro ou gostaria ter nascido na Alemanha:

"Até o início do século 20, o absorvente mais usado eram as "toalhinhas", nome popular das faixas de tecido dobradas em três partes, depois lavadas e reutilizadas. "Elas não eram tão práticas como os produtos de hoje, mas cumpriam bem sua função, desde que fossem utilizadas bem sequinhas, evitando a umidade que traz inflamações e fungos", afirma o ginecologista Mauro Abi Aidar, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Os estudos para a criação de absorventes descartáveis começaram na Alemanha, ainda no fim do século 19. O primeiro desses produtos, uma espécie de bandagem que as mulheres colocavam sobre a calcinha, apareceu nas lojas em 1890. Outros avanços significativos aconteceram na década de 1930. Nessa época, chegou ao Brasil o Modess, o primeiro absorvente descartável vendido no país. Em 1933, nos Estados Unidos, surgiu o primeiro registro de patente de um absorvente interno - por aqui, a novidade só chegaria quatro décadas depois, com o O.B."


Ela me falava "dá graças a deus por ter a modernidade, usar absorvente descartável e não precisar mais de paninhos".
Bem, a vovó está em outro plano espiritual atualmente, mas ela não aprovaria a nova moda de absorvente ecológico...




Vantagens dos absorventes reutilizáveis

1. Antes de desconfiar da eficiência, experimente. As mulheres se surpreendem com o resultado.

2. O formato é parecido com o dos descartáveis. A superfície que fica em contato com o corpo é de flanela e a absorção é feita por várias camadas de tecido de algodão, que ficam no interior da peça.

3. Eles são presos na calcinha com botões fixados nas abas.

4. Lavar é simples: basta colocar de molho em água com sabão e lavar na máquina.

5. São necessários de 6 a 10 absorventes de pano por ciclo. Vendo por R$ 13 cada.

6. Duram até sete anos. Quando vão ao lixo, levam só um ano pra se decompor.

7. No fim, custam 3 vezes menos!

E o Mooncup? Será que a vovó aprovaria?



O Mooncup é uma alternativa ecológica e natural aos tradicionais pensos e tampões de celulose. Feito de silicone medicinal, este copo em forma de sino invertido permite recolher o fluxo menstrual sem perdas e odores, já que se adapta de forma perfeita às paredes vaginais. O Mooncup tem uma capacidade de 30 ml, aproximadamente um terço de todo o fluxo produzido durante uma menstruação, pelo qual é provável que seja necessário mudá-lo com menos frequência do que pensos e tampões. Além disso e porque o Mooncup é naturalmente reutilizável, não é preciso preocupar-se com o facto de ter que levar pensos ou tampões para todo o lado e assim contribuirá para a preservação do ambiente.
Mooncup não contém gel absorvente ou desodorizante nem branqueadores, por isso não interfere com o delicado ambiente vaginal. A sua superfície contribui para que as membranas mucosas e a parede vaginal levem a cabo a suas funções básicas de limpeza e protecção. Mooncup não absorve as defesas naturais, nem deixa fibras na parede vaginal.
Para a sua segurança, Mooncup está produzido de silicone medicinal não alergénico, pelo que não causa nenhum tipo de irritação e é inclusive apropriado para mulheres com alergia a produtos de látex. O Mooncup limpa-se esterilizando-o ou através de uma simples lavagem com sabão neutro.
Inserido correctamente o Mooncup é tão cómodo que se esquecerá que ele existe. Como qualquer novidade, seu uso requer uma certa prática até encontrar o ângulo e a posição adequada para si. Depois disto, seu uso é muito simples. Basta esvaziar, enxaguar e secar é já está pronto para usar. Pode usar o Mooncup durante a noite e para praticar deporto (inclusive natação).
É natural que, de início, a ideia de utilizar este produto não parece atractiva. Provavelmente pensará que é chato, incómodo ou pouco higiénico. De facto, a maioria de nos crescemos numa época em que não existe nenhuma alternativa aos produtos de higiene feminina descartáveis e isto contribuiu para a forma como pensamos sobre o período e a menstruação.
É sempre um desafio experimentar ideias novas e em especial se as suas vantagens são tão importantes que é impossível ignorá-las. Sem dúvida a melhor forma de se convencer é experimentá-lo. O Mooncup existe em dois tamanhos A e B.

O que vocês acharam das novas modernidades estilo Vovó Mocinha?

13 comentários:

Isabela Lopes Alves 19 de setembro de 2009 11:15  

Comentei no seu outro blog sobre esse paninho aí, lembro que uma matéria sobre ele gerou uma discussão tremenda. Nela tinha um argumento que eu concordei de cara, "sobre a quantidade de água que vamos gastar pra lavar essa coisa".

Isabela Lopes Alves 19 de setembro de 2009 11:19  

Comentei no seu outro blog sobre esse paninho aí, lembro que uma matéria sobre ele gerou uma discussão tremenda. Nela tinha um argumento que eu concordei de cara, "sobre a quantidade de água que vamos gastar pra lavar essa coisa".

Fabiana Lima 19 de setembro de 2009 19:55  

Eu acho que até toparia o paninho, mas para quando estivesse dentro de casa, pois não me sentiria segura para sair com isso e que não vazasse na calcinha ou na roupa.
O mooncup, nem pensar!

Magia na Cozinha 19 de setembro de 2009 22:56  

Quem inventou isso, esqueceu de calcular o quanto vai se gastar de água, luz e sabão para lavar o produto.
Além do mais seria necessário uma pré-lavagem a mão obviamente para remover o excesso de sangue. Com que tempo?
Eu honestamente estou fora. Já estou bem perto na menopausa. Deixarei para as novas gerações se preocuparem com isto. Eu estou fora!
Bjs :)

MULHER BÁSICA 20 de setembro de 2009 02:20  

Gente amei esse negócio...rsrs...
Nana, recebi um selinho e fiquei muito feliz (é o meu primeiro!!!) e deixei ele te espernado lá no blog... vc foi minha primeira opção...hehehe, mas como o Manga já é um mega blog, resolvi presentear o Vovó...rsrs
Bjão

Annalu By Anna Sebba 20 de setembro de 2009 20:36  

aiiii.. as vezes me pergunto até onde vai essa onda ecologicamente correto... espro que não chegue a minha menstruação... q loucura.. achei tudo muito nojento... já acho o descartável hiper nojeto e troco um milhão de vezes.. imagine esse.. sei não hein???

Dani - Paladar 22 de setembro de 2009 14:03  

Vc ja sabe né? eu to fora...rs

Thica 23 de setembro de 2009 09:22  

Nana! Não sabia dessas novidades! O absorvente com botõezinhos eu não gostaria de experimentar, porque sou adepta do absorvente interno. Acho mais higiênico não ter que ver o meu sangue toda vez que vou ao banheiro. Já o último tenho vontade de usar para ver se é melhor que o o.b.

Thica 23 de setembro de 2009 09:54  

Nana! Não sabia dessas novidades! O absorvente com botõezinhos eu não gostaria de experimentar, porque sou adepta do absorvente interno. Acho mais higiênico não ter que ver o meu sangue toda vez que vou ao banheiro e só uso os externos se forem os bem fininhos mesmo nos últimos dias do ciclo, que tenho menor fluxo. Já o último tenho vontade de usar para ver se é melhor que o o.b.

KEKA 4 de outubro de 2009 13:06  

amiga,
não rola...
definitivamente não rola!!

Estela 20 de abril de 2010 01:31  
Este comentário foi removido pelo autor.
Dorothy 29 de julho de 2010 11:32  

Não sei se nossas vovós aprovariam o Mooncup, mas achei muito legal e gostaria de esperimentar... Você sabe onde podemos adiquiri-lo? E quanto ao sexo, será que o Mooncup atrapalharia?

  © Blogger templates Psi by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP