terça-feira, 29 de setembro de 2009

Lua Adversa


Cecília Meirelles

Tenho fases, como a lua
Fases de andar escondida,
fases de vir para a rua...
Perdição da minha vida!
Perdição da vida minha!
Tenho fases de ser tua,
tenho outras de ser sozinha.

Fases que vão e que vêm,
no secreto calendário
que um astrólogo arbitrário
inventou para meu uso.

E roda a melancolia
seu interminável fuso!
Não me encontro com ninguém
(tenho fases, como a lua...)
No dia de alguém ser meu
não é dia de eu ser sua...
E, quando chega esse dia,
o outro desapareceu...

Se eu fosse escolher uma autora vintage/retro, escolheria Cecília Meirelles... a sua escrita é tão moderna.
Adoro!

Foto: Marilyn Moore - Visiali Zeus

5 comentários:

MULHER BÁSICA 29 de setembro de 2009 09:34  

ontem msm estava lendo na comu do Enem no orkut sobre ela... mil pessoas reclamando q não entendem nada do q ela escrevia... (ê povinho levando tudo pro literal...rsrs)
Adooooro ela tb!!!
Inspiração pura pra nós mulheres ditas modernas...
Bjão

Nani Veiga 29 de setembro de 2009 09:43  

Eu amo Cecília,e esse é um dos mais lindos ...
Talvez por se identificar tanto com o universo feminino TPM...
Brincadeirinha,mas sempre que leio esse poema,penso que nós mulheres que sofremos com a TPM sempre tem todas as fases em poucos dias ou poucas horas...
Beijos
Nani

Dorinha Junqueira ;) 29 de setembro de 2009 12:05  

e clarice lispector? eu adoro ela, mas não sei de qque epoca é
bom, ela é meio dramatica ne? mas é fenomenal,adoro!!

beijos

Santinha 30 de setembro de 2009 12:23  

Eu adoro a Cecilia Meireles e vou deixar aqui no espaço retrô uma da Cora Coralina

NÃO SEI...
Não sei... se a vida é curta...
Não sei...
Não sei...

se a vida é curta
ou longa demais para nós.

Mas sei que nada do que vivemos
tem sentido,
se não tocarmos o coração das pessoas.

Muitas vezes basta ser:
colo que acolhe,
braço que envolve,
palavra que conforta,
silêncio que respeita,
alegria que contagia,
lágrima que corre,
olhar que sacia,
amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo:
é o que dá sentido à vida.

É o que faz com que ela
não seja nem curta,
nem longa demais,
mas que seja intensa,
verdadeira e pura...
enquanto durar.

Lindas não são!
bjks

Laély 1 de outubro de 2009 18:15  

Também sou mulher de fases...

  © Blogger templates Psi by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP